Continuando a nossa série sobre fotografia com o tempo “ruim”, vamos dar um pulo na floresta. Convido você a se aventurar pela selva e realizar grandes exposições em meio a árvores e nevoeiro. Vamos lá? 

Agora, se você deseja aprender mais a fundo sobre esse assunto, recomendo que você assista a esse vídeo...

Quando o sol brilha através da copa da floresta, ele cria manchas de luz e sombra que tornam a  captura da exposição perfeita em algo quase impossível. Você simplesmente não pode controlar o contraste nestas condições. 

Quando o tempo está nublado é realmente o melhor momento para tirar boas fotos da floresta. Alguns diriam que quanto mais nublado melhor, porque se a sua floresta for alta o suficiente para estar nas nuvens, você pode capturar alguns efeitos atmosféricos muito nebulosos e místicos na floresta.

Eu vivo entre Goiás e Mato Grosso, aqui em nossa cidade temos uma bela praia, e bem próximo, uma floresta fabulosa. Minha regra é: Se está ensolarado, vá para a praia. Se o tempo está cinzento e nublado, pegue sua câmera e siga para uma floresta tropical.

Espero que da próxima vez que você acordar com céu nublado, não vai deixar de sair e tirar belas fotos da natureza. Enquanto sua experiência aumenta, você vai achando cada vez mais fácil de ler a luz e saber que tipo de fotografia se adapta as condições.

A grande solução para se obter um resultado satisfatório é entender cada vez mais sobre fotografia. Quem sabe fazer um curso não lhe renda imagens valiosas?

Após adquirir o conhecimento necessário, use o segredo dos mestres: pratique, pratique e pratique sem parar.

 

Uma dica extra do Rodrigo: Se você deseja saber Como Aprender as Técnicas Fotográficas dos Melhores Profissionais e Fazer Fotos Incríveis, recomendo que confira esse vídeo agora mesmo.

QUERO VER O VÍDEO



rodrigo marques

Rodrigo Marques

O Clube da Fotografia acredita que a fotografia artística é uma forma de promover arte, desenvolvimento pessoal, integração com a natureza. Acima de tudo, acreditamos que a fotografia artística é capaz de libertar pessoas empreendedoras, levando a arte fotográfica como profissão.