lightroom

O Lightroom é uma ferramenta essencial para qualquer fotógrafo(a), uma vez que permite retoques, correções, efeitos e uma série de melhorias às suas fotos. Vamos dar uma olhada no que você pode fazer para aprender Lightroom e começar a fazer arte fotográfica. Vamos lá!

Alguns dizem que não há melhor maneira de aprender Lightroom (ou qualquer outra coisa) do que praticando muito.

Essa ferramenta segue um fluxo de trabalho lógico:

1. Importar

Importar imagens em pastas aninhadas por data: 2014 / 2014-01 / 2014-2 /.

Atribua metadados de direitos autorais na importação, utilizando presets de metadados.

Atribua tags às imagens durante a importação. Geralmente não são muitas tags: cliente + pessoas na imagem ou tópico + tipo de trabalho.

2. Selecionar

Apuração: Percorrer as imagens e atribuir marcadores: X (rejeitar) para as imagens que você vai descartar e 1 (uma estrela) para às imagens que você quer dar uma olhada depois.

3. Desenvolver

Filtro: Use o filtro de uma estrela para ver as imagens que foram apuradas.
Desenvolvimento: Use diferentes processos de desenvolvimento e de seleção, se é um retrato ou um evento, em outras palavras: desenvolva as primeiras imagens tirando um tempo para experimentar e obter algum resultado. Então coloque as configurações da sua primeira edição nas imagens a seguir e veja se elas correspondem. Então continue ajustando e desenvolvendo o lote todo de imagens.

Segunda seleção: Atribua 2 (duas estrelas) às imagens desenvolvidas que você deseja salvar. Isso também pode ser feito durante o desenvolvimento. Por exemplo, se você tem duas ou três imagens semelhantes, nesse ponto você pode atribuir duas estrelas para aquela imagem que você deseja incluir na história.

Edição externa: Se o trabalho demandar uma edição extra, você pode enviar as imagens de duas estrelas que foram desenvolvidas no Lightroom.

4. A Seleção Final

Filtro: Filtre todas as imagens que têm 2 estrelas.

Refinamento: Percorra as imagens e atribua 3 (três estrelas) para as imagens que você deseja salvar para o cliente, ou rebaixe para 1 (uma estrela) as imagens que você não quer manter no projeto.

Metadados: Adicione legendas e metadados, uma legenda geral para todas as imagens (mesmo sem estrelas) e uma legenda mais precisa, para fazer a seleção final das imagens.

5. Exportar

Todas na mesma pasta raiz: A pasta raiz de todos as exportações é sempre a mesma (por exemplo Fotos/exportação/). Você pode criar subpastas para cada exportação.

Predefinições de exportação: Utilize diferentes predefinições de exportação, dependendo do trabalho.

FTP: Você pode entregar as imagens via FTP para o cliente.

O processo de 1, 2 e 3 estrelas foi criado por Bob Sacha. É uma forma brilhante de usar as estrelas no Lightroom, uma vez que permite ter uma hierarquia nas imagens. Por exemplo, se o cliente deseja ter outra imagem de sua série, basta buscar nas imagens com 2 estrelas para encontrar boas candidatas!

Ter um fluxo de trabalho é o primeiro passo para aprender Lighroom. Volto a falar mais sobre esse tema em outro post. Boas fotos!

 

Uma dica extra do Rodrigo: Se você deseja saber Como Aprender as Técnicas Fotográficas dos Melhores Profissionais e Fazer Fotos Incríveis, recomendo que confira esse vídeo agora mesmo.

QUERO VER O VÍDEO



Recomendados

Recomendados