A primeira vez que fiz minhas fotografias aéreas a bordo de um Ultraleve foi também a primeira vez que me aventurei a voar com uma aeronave desse tipo. Se você tem medo de avião, o ultraleve é pelo menos 10 vezes mais perigoso.

Dificuldades para Voar com Ultraleves

ultra leve voando praiaPara mim foi interessante porque o piloto estava segurando o manche com a mão direita, enquanto segurava uma lata de cerveja com a esquerda. Para piorar ainda mais o ambiente, era um Domingo de férias em Julho, e ventava muito. O piloto era bom, o “aparelho” é que não era tão bom assim.

O vento produz muita instabilidade, então é fácil deixar a câmera cair e se perder sobre o seu assunto, principalmente se estiver fazendo fotografia aérea sobre uma selva ou uma grande metrópole.

Uma proteção para os olhos é fundamental, de outra forma você ficará lacrimejando o tempo todo por culpa do vento forte que faz lá em cima.

As Vantagens dos Ultraleves

voando ultra leveComo aquela “geringonça” era toda aberta (lê-se: Cadeirinha voadora)é muito fácil fazer imagens apontando para o chão, como se fossemos um satélite espião. Não possui as limitações do avião monomotor e tão pouco a vibração do helicóptero, então tem sim suas vantagens.

Outra vantagem do ultraleve é o fator “custo por hora de vôo”. Você pode pensar em 40% do custo de um avião monomotor e uma ínfima fração do helicóptero. Talvez possa vir a adquirir a sua própria aeronave e ficar apenas no custo operacional, que é de aproximadamente R$ 50,00/ Hora.

Ainda existem opções de aeromodelos capazes de transportar câmeras fotográficas operadas também por controle-remoto. Estaremos falando sobre essa modalidade em uma próxima oportunidade.

Em resumo, muitas são as opções para obter fotografias aéreas, você deve escolher a que melhor se adapta à suas necessidades.